Na Correria


CheFFona

Hoje, quando eu bati de cara com “O Globo”, a primeira coisa q eu fiz foi procurar a entrevista da Marina Magessi. Ela tinha me falado da entrevista na noite anterior e acabei ficando na maior curiosidade. A entrevista era sobre a não adesão das facções do Rio às rebeliões e ataques ocorridos em SP. Como carioca senti um grande alivio, ms o q me deu uma onda de alegria foi ver uma policial- que hoje tenho como grande amiga- ter total conhecimento e segurança no tema tratado. Não era uma daquelas entrevistas cheias de factóides q lemos quase diariamente. Tenho o prazer de compartilhar muitas idéias e desejos. Nossas conversas sempre esbarram no ser humano que há por trás de uma farda ou daquele a quem impõem um fuzil na favela e/ou daquele q se blinda e tem medo até de um espirro. A fala dela é recheada de respeito pelo ser humano, independente de q lado ele esteja ou mora.

 

Uma vez em Florianópolis estávamos dando uma entrevista juntos e eu falei q ela era um novo tipo de policial. Ela me interrompeu dizendo q eu estava errado e q muito do q ela era tinha a ver com a formação na própria academia de policia e tmb da equipe q ela trabalhava. Logo em seguida, ela citou vários nomes de policiais q compartilham da mesma cartilha. Fiquei na dúvida se ela tem realmente um estilo inovador ou se todos os policiais têm uma "boa" formação social e humanista, mas poucos aproveitam... continuo na dúvida!  O problema é q muitos de nós só enxergam o problema da violência pelo lado do crime quando (tmb) sabemos (e não admitimos) q a origem é + profunda. Datas comemorativas, como a de domingo, estimulam muitas vezes o aumento nos assaltos. Já vi muita gente frustrada (para alguns, safada) querendo presentear as suas mães nessa data, sem ter como. As campanhas publicitárias têm um efeito muitas vezes devastador para os pobres. Eles acreditam naqueles anúncios e acabam sonhando e se sentindo parte daquele universo. Longe de mim querer culpar as agências + temos q pensar nos efeitos causados.

 

Bem, deixa eu voltar a falar da "Cheffona". Bastam 7 minutos de conversa com ela pra ver desmoronar todos os mitos q o seu cargo exerce no imaginário. A nossa chefe da Divisão de Repressão a Entorpecentes fala muitas vezes como se fosse da favela, da bocas e bocadas do contexto do subúrbio. Ela é uma agente dupla, tripla ou múltipla. Tem hora q lembra uma ativista social, militante de causas vistas como perdidas, sei lá, é tanta coisa q rola. De vez em quando a gente lembra q ela tmb é policial. Acho q essa minha impressão é devido aos nossos papos, sempre tão recheados dos bons e velhos clichês (necessários e fundamentais) de acreditar num mundo melhor. Sonhamos mesmo todos os dias com isso. Eu acabei de comprar um titulo de sócio-proprietário no fã-clube dela, não vendo, não troco e não negocio + digo onde vcs podem conseguir.

 

 Júnior, Willian Wack, Marina Magessi e Walter Maierovith, na gravação do programa “Painel”, da Globonews.

 

 

 



Escrito por Junior às 23h18
[   ] [ envie esta mensagem ]




+ um retorno

  

  

Resolvi + uma vez tentar fazer o exercício diário de escrever nesse blog. Diante de alguns pedidos e do desejo de manter um contato virtual com algumas pessoas sigo + uma vez (tentando). Vamos ver se vai rolar. Vou contar com a ajuda do Chico Junior, Bruno Moraes e da Izabel Roizen pra me cobrar e pilhar.

 

Ontem (sábado) eu estava arrumando a montanha de cds e dvds q recebo quase q diariamente. Resolvi separar algumas coisas pra mandar pro projeto q estamos desenvolvendo em parceria com a Petrobrás de fortalecimento dos SubGrupos de Vigário Geral. Pesquisei algumas coisas e nessa segunda repasso pro Johayne (diretor artístico do GCAR e executivo desse projeto junto com o Carlos Cavalcanti). Em vários momentos fui interrompido pelo Pastor Marcos q estava desesperado com a série de ataques ao setor de segurança de SP. O Pastor como grande mediador do nosso estado e já abrindo novas frentes como em MG queria tmb levar a sua experiência consagrada nos presídios e delegacias pra SP. Além de extremo conhecedor das "causas perdidas", o Pastor Marcos Pereira utiliza a musica pra atingir milhares de pessoas nos seus cultos e palestras nas favelas aonde quase ninguém entra. Nesse universo blindado ele é sempre muito bem vindo. Toda e qualquer intervenção do pastor ele leva o seu seleto grupo de 3 cantores, formando um quarteto fantástico. Sob o comando do pastor eles entram em qualquer presídio ou delegacia rebelada ou não, favela em guerra ou em qualquer área aonde o crime predomine. Eu tenho acompanhado o quarteto fantástico e posso testemunhar q eles tem a "força". As suas músicas e falas soam como se fosse pra cada individuo de maneira singular. É normal ver alguns detentos as lágrimas ao ouvi-los ou mesmo num simples toque de afeto. É óbvio q estou falando de um publico extremamente carente de afeto ou mesmo de companhia familiar.

 

 Não quero justificar nada, é apenas um comentário. Mais uma vez a música e a cultura são utilizadas como instrumento pacificador e agregador. Deixa eu aproveitar pra dar o crédito dos cantores: Nívea Silva, Elaine Martins, e o ex-pagodeiro Waguinho. Os 2 últimos acabaram de receber disco de ouro pelos seus respectivos cds. A minha relação com o pastor começou pela curiosidade de ver aquele homem "derrubando" pessoas como se fosse um monte de peça de dominó. Eu assisti um DVD aonde tinham os melhores momentos dos feitos do Pastor Marcos. Nesse momento eu sei q ele está na favela de Acari realizando um culto ao lado do seu + novo seguidor, Alberico de Azevedo Medeiros, conhecido nessa mesma comunidade como Derico, ex-chefe do trafico da região. O trabalho espiritual-musical do pastor vem arrebanhando muita gente q já esteve a serviço do crime. É impressionante o q ele faz. Mesmo aqueles q não seguem a sua doutrina quando o conhecem vêem a força e a energia q emanam dos seus gestos e palavras. Voltei Hoje!!!!
 
Pastor Marcos com a cantora Elaine Martins no último culto realizado na POLINTER.


Escrito por Junior às 18h51
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  26/11/2006 a 02/12/2006
  01/10/2006 a 07/10/2006
  24/09/2006 a 30/09/2006
  17/09/2006 a 23/09/2006
  10/09/2006 a 16/09/2006
  03/09/2006 a 09/09/2006
  27/08/2006 a 02/09/2006
  21/05/2006 a 27/05/2006
  14/05/2006 a 20/05/2006
  12/03/2006 a 18/03/2006
  05/03/2006 a 11/03/2006
  08/01/2006 a 14/01/2006
  18/12/2005 a 24/12/2005
  20/11/2005 a 26/11/2005
  04/09/2005 a 10/09/2005
  28/08/2005 a 03/09/2005
  21/08/2005 a 27/08/2005
  07/08/2005 a 13/08/2005
  03/07/2005 a 09/07/2005
  26/06/2005 a 02/07/2005
  22/05/2005 a 28/05/2005
  15/05/2005 a 21/05/2005
  08/05/2005 a 14/05/2005
  01/05/2005 a 07/05/2005
  03/04/2005 a 09/04/2005
  27/03/2005 a 02/04/2005
  20/03/2005 a 26/03/2005
  13/03/2005 a 19/03/2005
  06/03/2005 a 12/03/2005
  27/02/2005 a 05/03/2005
  20/02/2005 a 26/02/2005
  13/02/2005 a 19/02/2005
  06/02/2005 a 12/02/2005
  30/01/2005 a 05/02/2005
  09/01/2005 a 15/01/2005


Outros sites
  Grupo Cultural Afro Reggae (GCAR)
Votação
  Dê uma nota para meu blog